Incerto

Digo-te que é "nada" quando o significado das palavras que sufoco ultrapassa aquilo que somos. Teria tanto para te contar, para dizer, palavras que guardo com receio de te afastar.
Aqui estou eu, novamente, a repetir-me, parece que não saio do mesmo. E a verdade é que o tempo passa e, ainda que avance, pareço não sair do mesmo. Tudo muda tão devagar e, por mais que me tente agarrar ao facto de haver avanços, ainda que lentos, por demasiadas vezes me sinto impaciente. Preciso de algo concreto, livre de insinuações, ideias ou planos abstractos. Diz-me, qual o teu plano para nós?

4 comentários:

  1. Altos e baixos num relacionamento é uma situação comum, somos todos diferentes tentando socializar bem. A comunicação é indiscutivelmente fundamental numa relação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, a comunicação é o que aproxima as nossas diferenças e resolve conflitos (e mal entendidos, que é o mais habitual), mas a dificuldade, por vezes, está em assumir o que sentimos e queremos, quando isso implica um compromisso para o qual julgamos ainda não estar preparados mas que, na realidade, já assumimos.

      Eliminar
    2. Aí é que a coisa já se complica um pouco mais... antes de tomar uma decisão é preciso ter a certeza dos sentimentos. É preferível não assumir um compromisso, quando há dúvidas do seu sucesso...

      Beijinho

      :))

      Eliminar
    3. As relações têm sempre uma pitada de "complicadas", mas se assim não fosse não seríamos capazes de lhes dar tanto valor. Quando este "complicado" é desafiante e saudável só fortalece aquilo que se está a criar :)

      Eliminar