Silêncios

Tenho as palavras sufocadas, as mágoas estrategicamente escondidas. Não estou chateada, só triste. Triste porque ainda não fui capaz de aprender que não é por alguém significar muito para mim que tenho o mesmo impacto nessa pessoa, não é por querer tanto conversar com alguém que esse alguém vai também querer conversar comigo... Talvez um dia deixe de me importar, talvez um dia abandone a necessidade que tenho de saber de ti, talvez um dia deixe de te procurar e sejas tu a sentir a minha ausência. Se hoje me faltam as forças para iniciar uma conversa não é porque espero que tu o faças, simplesmente não tenho vontade de receber respostas vazias, ou suportar uma falta de resposta. Estou tão cansada...

Sem comentários:

Enviar um comentário