Das palavras não escritas

Já não sei escrever sobre outra que não eu. Por mais palavras desprovidas de significado que tente juntar num texto aleatório e alheado de mim, não o consigo fazer sem que um sentimento me escape para o papel, sem que um pedaço de mim fique transcrito. É esta, provavelmente, a razão pela qual me tenho impedido de escrever, não por falta de vontade ou inspiração, mas por medo do que a junção das letras me possa mostrar, talvez por medo de descobrir sentimentos que não posso suportar, talvez por não me querer ver tão transparente como sei que posso ser. Escrever faz-me pensar e eu tenho medo de mim própria quando penso...

Sem comentários:

Enviar um comentário