Da inconstância dos dias

Nos dias em que me sinto mais frágil consigo ver dentro de mim, como se todas as barreiras e camuflagens que crio para me proteger adquirissem transparência. É nesses dias que me apercebo do quanto consigo ser forte, ainda que os momentos em que a força escasseia sejam cada vez mais recorrentes. Nesses dias consigo descortinar os milhares de pedaços em que se divide o meu coração, nos dias restantes os olhos vivem embaçados, criando a ilusão de que permaneço inteira. Há dias em que me fazes deixar de acreditar que alguém se poderá interessar por mim, fazes-me perder a confiança, fazes-me ver alguém diferente no espelho. Há dias em que me sinto "ninguém". Há dias em que destróis um bocadinho mais de mim. Há dias em que me fazes mal, mas até nesses continuo a querer estar contigo. Custa-me admitir que, um dia, me deixarás completamente destruída e não faço ideia de como vou conseguir lidar com isso.

( - Não, não está tudo bem).

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Não, foi só um desabafo, há momentos em que precisamos de deitar tudo cá para fora, ajuda a ficarmos melhor...

      Eliminar