...

Hoje foi dia de karaoke no carro, porque sim, porque preciso de me distrair, de cantar, de me rir da vida. As provas do "crime" serão eliminadas (só não coloco aqui as gravações porque não quero afugentar os poucos (mas bons) seguidores que tenho).

Tenho planos, ideias, tenho medo que não sejam acolhidas com tanto entusiasmo por uma outra pessoa, tenho medo de sentir que o que dou não é valorizado, tenho medo de me iludir novamente. Preciso de algo em retorno para me dar ainda mais... será que ainda tenho algo para dar?
Queria ser melhor, queria ser o que precisas, o que imaginaste, infelizmente sou só o que vês e não vou mudar o que sou.
Mais uma vez vou arriscar, mesmo com dúvidas, com medos. Espero não concluir, um dia, que não valias a pena o risco.

Uma espécie de saudades

Às vezes tenho saudades de coisas que nunca senti, de pessoas que nunca vi, de momentos que nunca tive. São estranhas estas saudades, talvez não lhe deva chamar saudades apesar de o sentimento ser similar. A língua portuguesa é tão rica e não tem uma palavra para isto? Bem, às tantas só acontece comigo...

Todos, menos ela

Quando uma mulher está a começar a ficar triste e com saudades de momentos que não terão repetição tão brevemente quanto seria desejável (ou talvez até não mais sejam repetidos), o que faz? Vê um daqueles filmes com excesso de romantismo para estragar logo tudo. Daqueles carregados de palavras que nunca lhe foram ditas (nem serão) e de um apoio incondicional que nunca lhe foi transmitido porque ela sempre foi a forte, porque ela sempre foi aquela que não se deixava abater, que sempre se esteve a lixar para aquilo que os outros pensam, que sempre esteve presente mesmo que ninguém tenha valorizado isso.
Todos têm um lugar de destaque na vida em que ela se quer destacar, menos ela. Todos recebem apoio, carinho, da mesma fonte que ela queria receber, menos ela. Todos são especiais, menos ela. Ela continua a ser apenas estúpida por querer acreditar que vai conseguir mudar alguma coisa.

*era um telefonema e um abraço, se faz favor. Obrigada.
Sim, estou bem, não se passa nada.

...


Talvez, só talvez, esteja mais perto.

Ando a ver coisas que não devo, com os meus olhos e nos olhos dos outros.

Da passagem do tempo

Os minutos transformam-se em dias. O tudo que eu faço não me permite parar o tempo. E a cada segundo fico mais perto de te perder.
E de te ter? Algum dia estarei mais perto?

Pensar com o coração

Dois corações que se amam e não se têm
Dois corações que se perdem
Envoltos na lembrança do que foram
Do que um dia quiseram ser.

Pudera o meu corpo entregar-se ao teu
Embalado pela sinfonia de um beijo
Comandado pelo desejo materializado
Na imensa vontade de te ter.

Quis meu coração sobrepor-se à mente
Transgredir as leis que me eram naturais
E dar-se a ti por inteiro
Tornando verdadeiro o sonho
Que juntos tínhamos idealizado,
E fazendo renascer em mim a vontade
De me dar, de querer, de arriscar.

Nesta incessante busca pela felicidade,
Nada mais somos que dois seres (re)encontrados
Cujos caminhos se cruzaram
Para não mais se voltarem a separar.


*republicação; original de 12/12/2013 às 18h51
(a poesia não é o meu forte, mas pronto, dá para brincar :) )

Resoluções

Nunca compreendi o que nos tinha acontecido. Agora sei-o, faz sentido.
O que imaginei foi pior, mil vezes pior. Caminhos sem saída, mudanças impossíveis, sentimentos inexistentes, opiniões inalteráveis. Vê lá tu que considerei arrependimentos, mentiras, traições... A minha mente é a minha pior inimiga, nada do que me possas dizer supera o que penso.

Agora posso ser melhor e um dia voltarás a ser meu, como sempre deverias ter sido.

Percebes porque quero verdades? Por mais duras, mais difíceis, não consigo melhorar se não me disserem o que está errado. Tudo sempre dependerá de quem diz, como diz e porquê e tu tens uma posição privilegiada, sabes que te vou ouvir, sabes que considero o que dizes, por isso não te cales, diz.

"Aos 30 vou ser perfeita" - faltam menos de 7 anos.

Confia

Negas que um dia te tive, que o teu coração foi outrora meu. Deste-mo lembras-te? Disseste para cuidar bem dele e eu cuidei, mesmo quando percebi que já mo tinhas retirado e substituído por uma qualquer réplica barata. Continuo a cuidar dele, continua guardado, sem nenhuma mancha, sem nenhuma cicatriz, enquanto o verdadeiro se vai deteriorando dentro de ti, porque não és capaz de mo confiar.
Não és capaz de confiar.
Perceberás tarde demais que me pertences. Terás ainda coração para me entregar, ou apenas pedaços à espera de alguém com paciência para os encaixar, para te tornar inteiro novamente?
Sabes, não sou nada paciente.

Quem sou eu?

"you're strong, stubborn, and passionate. Underneath that tough exterior, there's a soft heart, but you rarely let it show. When you let someone in, though, which you don't often do, you love them fiercely and you fight for them. There's so much love in you, and you just let it out. Once you're committed, you're not going to be the one to give up."

http://www.buzzsugar.com/Which-Grey-Anatomy-Character-You-34767482 - uma pessoa põe-se a brincar e no fim pensa: "olha, acertaram, é mesmo isto".