Respeito

Pensava que a resposta "tenho namorado/a" seria o suficiente para dissuadir alguém da ideia de nos querer ter dessa mesma forma, pelos vistos estava enganada e isso faz-me questionar seriamente os princípios da pessoa que toma conhecimento desta situação e continua a insistir como se nada lhe tivesse sido comunicado. Pergunto-me em que momento se perdeu o respeito pelas relações dos outros ou se calhar as relações passaram a ser vistas como algo fútil que não merece respeito. Se calhar sou eu que estou mal, se calhar sou eu que tenho uma visão retrógrada, se calhar o problema é meu.
Gostar genuinamente de alguém é uma sensação maravilhosa, mas confessar-lhe o que sentimos é uma grande responsabilidade. Parte desse gostar é respeitar e se não se respeita as escolhas do outro, a escolha de querer estar com outra pessoa que não nós, estamos apenas a mostrar o nosso egoísmo, e o ser humano é tão bom a ser egoísta...
Não sou ninguém para dar lições de moral, não vou ser hipócrita e dizer que quero ver a pessoa de quem gosto com outra só porque será feliz, não quero, só de imaginar dói, mas aceito, respeito, se não conseguir lidar com a situação de perto afasto-me. Talvez pensem que são apenas palavras saídas de um enorme cliché, mas quando se gosta luta-se para que a outra pessoa seja feliz, mesmo que doa, mesmo que tenhamos de lutar contra nós próprios, já o fiz, fá-lo-ei novamente se tiver que ser, um dia chegará a minha vez de ser feliz.

4 comentários:

  1. Infelizmente cada vez mais parece que o ter "namorado/a" constitui um desafio e não um critério de respeito...tenho muita pena...da mesma maneira que tenho dos que têm medo de anunciar-se com alguém...é porque esperam um desafio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é mesmo esse, encarar as coisas como desafios, esquecemo-nos, por vezes, dos sentimentos das pessoas esquecemo-nos de respeitar os outros.

      Eliminar
  2. Quando se está numa relação deve se dar tanto respeito como foi para conquistar no principio, caso contrário, para que ter algo que não sabe como lidar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando já temos as coisas há uma tendência para as tomar como garantidas, esquecemo-nos do valor que têm. Respeito é algo que não se deve perder independentemente do tipo de relação.

      Eliminar