Porque somos feitos de passado, ou da falta dele...

Há alturas em que percebo que tenho uma forma de pensar diferente, por isso compreendo que às vezes seja difícil para os outros perceber como pequenas coisas podem ter tanta importância para mim, mas têm e é complicado desvalorizar o que é especial para nós.

Hoje, num pensamento difuso, compreendi o porquê de não me perceberes, a culpa é minha por não te ter contado mais sobre mim, por não te ter dito tudo sobre mim. Escondi-me na desculpa do "não há nada a dizer" e esqueci-me de que a grande explicação para muitos dos meus actos, das minhas reacções é mesmo essa: não haver nada para dizer.

2 comentários:

  1. A cena estranha é que eu chego a não entender se me fazes mais lembrar de mim ou dele. Tens a certeza de que não és um gajo? xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. haha tenho certeza, sou uma menina :p Se calhar de tanto os tentar compreender, começo a incorporar características deles...

      Eliminar