Desabafo

Hoje faltou pouco, muito pouco, para fazer as malas e ir embora, o que me impede de ir é a consciência, maldita consciência. Estou tão farta disto, de tudo ser culpa minha, de todos descarregarem a raiva em mim, de nada dar certo na minha vida. Hoje passei toda a tarde na loja do cidadão a resolver 2 problemas (por aqui todos os dias aparece um novo problema, já parece rotina) e a tratar de um 3.º assunto, quando cheguei a casa expliquei que um dos problemas estava resolvido e o outro só se saberia daqui a um mês, fez-se silêncio, minutos depois ouço "não trataste daquilo" (uma 4.ª coisa que não tive tempo de ver porque só cheguei a casa há minutos), expliquei que não tinha tido tempo e que amanhã tratava, logo se transformou numa discussão com acusações do género "não te preocupas com nada", "não resolves nada", "não fazes nada", nada, nada, nada, quando sou sempre eu que tenho que encontrar soluções para tudo. Há dias calmos, sim, dias em que não faço nada (procurar emprego conta?), outros há em que tenho que me desdobrar em 20 para resolver tudo, mas por mais que faça é sempre nada. Os ânimos andam exaltados cá em casa, culpa de pessoas que vivem para fazer mal aos outros, culpa dos mil e um problemas diários que por aqui surgem e se antes nada me afectava e fazia-me valer da minha calma para terminar discussões, agora não o consigo fazer, não consigo porque são muitas coisas a acontecer ao mesmo tempo, ando farta, mesmo farta, porque sou eu sempre que levo com discussões e acusações. Eu percebo, a sério que percebo, sei que não é por mal, mas cansa, preciso de paz, preciso de calma, preciso de fugir daqui...

4 comentários:

  1. Por vezes parece que cai tudo em cima de nós, e que, por mais que façamos nunca é suficiente.
    Consigo compreender o que dizes.
    Espero sinceramente que as coisas fiquem mais calmas!

    Beijo grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vão ficar, eventualmente tudo melhora... Obrigada pela força.
      Beijo :)

      Eliminar
  2. olá. como é que te sentes hoje? Fazer as malas e ir embora de Portugal? Por mais difícil que a vida esteja, tenta resistir. Aqui, sempre tens família e amigos. Se um dia tiveres de ir embora de Portugal, pelo menos que tenhas amigos, fora de Portugal. A crítica é sempre muito chata. Se não tiveste tempo de mais nada, a pessoa deveria de te compreender e não de te deixar mais nervosa. A mulher, já por si faz mais tarefas do que os homens na rua e em casa e se não faz é mesmo porque não pode. Pelo menos é isso que vejo em casa. Beijos grandes e um abraço para ti. muita força menina ********

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, de Portugal não, é mesmo ir embora de casa. Quero começar a construir a minha vida, mas tem sido difícil conseguir oportunidades e custa-me ir sem ter nada certo, sem ter uma "desculpa" para ir, custa deixar para trás pessoas que me dão tanto, a consciência não deixa, mas sei que não posso nem quero continuar assim e um dia terei que ir...
      Infelizmente os problemas que tenho tido que resolver são mais sérios do que os normais da lide doméstica, essa parte já é rotina, já nem conta como fazer alguma coisa...
      Obrigada pela força :)

      Eliminar