Sinais

O Universo ou Deus ou o que entendam, tem uma forma bastante peculiar de nos mostrar o caminho que devemos seguir, as atitudes que devemos tomar, de nos dizer se devemos desistir de algo ou insistir.
Começou sob a forma de sinais, pequenos sinais que, tenho certeza, na sua maioria me passaram despercebidos. Um único sinal nunca é suficiente, julguei ser apenas coincidência, ou apenas porque eu queria que fosse de determinada forma, então tudo funcionava como um sinal e, se algo me indicasse o contrário talvez ignorasse.
Não sei se acreditam nas pessoas que dizem conseguir prever o futuro, seja através de cartas, leitura das mãos, ou até simplesmente em quem diz que o vê, mas recentemente alguém me contou, sem saber de antemão, a minha história e aconselhou-me a não desistir de algo que, de tão complicado, até eu penso por vezes que é impossível. Sim, era a resposta que eu queria, talvez por isso tenha levado mais a sério e sim, eu acredito em todas estas coisas, só não acredito quando é comigo, o futuro dos outros parece sempre tão óbvio e o meu sempre tão improvável, apesar de ele se desenrolar sempre como eu quero, apesar de obter sempre o que peço (não é tão bom quanto parece, as coisas não são dadas, tenho que lutar por elas como qualquer pessoa, se quero algo específico tenho que planear todos os meus passos para o obter; o pior lado é que as coisas más acontecem com muito mais facilidade, não as peço claro mas basta o meu pensamento prender-se nelas de determinada forma para o universo entender que as quero).
Voltando à história (ainda que não pareça uma história), o meu pensamento fugiu para algo, algo específico, o início de um "plano", inconscientemente fiz o pedido, 20 ou 30 minutos depois aconteceu, mais um sinal para avançar.
Depois de tudo isto, por vezes demais me pergunto "valerá mesmo a pena?", a única certeza que tenho é que quero saber a resposta.

Sem comentários:

Enviar um comentário