Pelos vistos quando alguma coisa começa a correr mal, o resto começa também a desabar. Disseram-me o ano passado que devia pensar mais em mim, se calhar está na altura de o fazer. Apetece-me fugir e não voltar, talvez não volte.

*republicação

Sem comentários:

Enviar um comentário