A pior dor é aquela que não se sente, é quando queremos sentir e não sentimos nada, absolutamente nada e, ainda assim, dói tanto.

*republicação

4 comentários:

  1. Como sanar um padecimento quando desconhecemos o seu epicentro sensorial?
    Felizmente, por vezes, a cura surge de forma igualmente invisível.
    Hang on!

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vezes não se trata de uma única coisa, mas de um acumular de situações que nos fazem, por momentos, desligar a realidade, os sentimentos, ou querer fazê-lo. A dor, ainda que camuflada, continua cá, eventualmente acabará por desaparecer ou enfraquecer, seja movida pelo tempo, pela sorte, por acções,... sim, a cura aparece por vezes de forma invisível, é essa esperança que ajuda a continuar, a não desistir :)

      Eliminar
  2. Olá. Bom dia. Pior dor é a do Amor, a do perceber que se Amou sem se ter sido Amado, da mesma forma. Amores e desamores, são as piores dores, e as das Amizades também. Mas o pássaro verde, aparece do nada. força. beijos e uma boa Sexta-feira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas são complicadas, por isso as relações também o são, felizmente ainda existem relações e pessoas que valem a pena, pessoas capazes de retribuir o carinho que oferecemos, o difícil é saber identificá-las e mantê-las nas nossas vidas. Infelizmente o que mais acontece é relações desfazerem-se, talvez por culpa nossa que nos entregamos demais (ou de menos) ou por culpa de outros que não nos souberam valorizar e dói sempre saber que alguém abandona deliberadamente a nossa vida sem que tenhamos feito nada que a isso levasse... Compreendo que existam diferentes motivações mas se alguém tem a frieza necessária para sair da nossa vida levando-nos a sentir que nunca fomos amados, definitivamente não deveria ter sequer entrado nela, é alguém que não faz falta e sim, dói, mas alguém melhor virá e esta dor, com todas as outras, acabará por ficar mais leve. Bom Domingo :)

      Eliminar