"Mereces ser feliz"

Foi esta a frase que mais ouvi nos últimos dias: "tu mereces ser feliz". Ouvi-a tantas vezes e sempre tão carregada de certezas que me questiono se existe alguém que me conheça realmente. Sim, mereço ser feliz, por tudo aquilo que fui, por tudo o que sou... e, por tudo o que fui e o que sou, não o mereço.

Talvez não seja a pessoa que todos vêem, talvez os rótulos não façam sentido. A sociedade vê em mim a pessoa que quer que eu seja e não aquilo que sou. Não me comparem com os demais, não esperem de mim as mesmas atitudes, não esperem as mesmas palavras porque se o fizeram vão-se desiludir e não vos quero desiludir, nada me dói mais que ver a desilusão estampada no rosto das pessoas de quem gosto. Sou apenas diferente, como vocês o são, tenho a minha própria mentalidade, a minha própria forma de ver o mundo, a minha própria forma de viver a vida. Não julguem que me conhecem antes mesmo de me conhecer, percebam-me ou pelo menos tentem fazê-lo, percebam as minhas atitudes, percebam os meus motivos, percebam os meus porquês. Tudo o que faço, o que digo, o que penso tem uma razão. Não, nem sempre a razão tem total sentido, façam-me ver outras razões, contraponham, argumentem, convençam-me do contrário. Não vou estar sempre certa... também julgo, também crio expectativas, também me desiludo, também cometo erros (ainda há pouco o fiz), sou humana sabiam?

O que me apetece? Simplesmente esquecer tudo, dúvidas, medos, incertezas, esquecer a sociedade e o mundo e ser feliz, por muito pouco que isso dure... com sorte, talvez dure para sempre.

*republicação

1 comentário: